unnamed 6 de novembro de 2017Soure – Ilha do Marajó, paraíso do Pará

Pensa num lugar que vai fazer você querer ficar?

A Ilha do Marajó, que fica a algumas horas de barco da cidade de Belém do Pará é um lugar incrível, começando pelas pessoas até suas paisagens naturalmente deslumbrantes. Um lugar cheio de Cultura com acesso somente com barco, balso, lancha ou navio, o que torna a Ilha ainda mais graciosa.
Hoje vou contar pra vocês sobre a minha experiência em Soure, considerada a capital da Ilha, uma ótima opção para quem não tem tanto tempo pra viajar pela região e que nesse caso precisa escolher somente uma cidade da Ilha. Além de contar sobre minha estada, vou deixar várias dicas para quem deseja ficar mais tempo, com várias opções para curtir em grande estilo.
Cheguei no porto de Soure de lancha que saiu direto do terminal hidroviário de Belém, do ladinho das docas. São duas horas para chegar em Soure dessa forma, que é o trajeto mais rápido, e o preço é R$ 48 o trecho(ultima atualização 06-11-17),

unnamed (8)

se você gostou do passeio de lancha e quiser garantir um lugar, já compre a volta, muitas vezes acabam rapidinho os lugares disponíveis. Chegando no porto de Soure peguei um moto Taxi para o hostel que eu reservei (Moto taxi cobram cerca de R$ 5, taxi cerca de R$ 20), Hostel Tucupi, lindo que só ele, e lá fui recebida por Sergio, o dono da pousada, Maya, uma Alemã que estava fazendo trabalho voluntário no hostel e o simpático dog da casa, o Jambu.

IMG_6683

IMG_6679

O hostel é simples, limpo, com o melhor café da manhã da ilha, cercado por árvores frutíferas e lá você terá a oportunidade de experimentar muita fruta diferente, incluindo a Muricí, que tem cheiro de queijo (muito estranho mesmo rs).

unnamed (9)

Como cheguei no horário do almoço, após conhecer toda a galera que estava hospedada, seguimos juntos para um super almoço na Dona Sueli, indicação do Sérgio, e que superou todas as expectativas, Dona Sueli é uma senhora com mãos de fada para cozinhar, tudo incrível por apenas R$ 20, refeição que dá para 2 pessoas comerem bem, com direito a suco de fruta natural.
Após o almoço, seguimos para uma praia paradisíaca chamada pesqueiro, combinamos com um amigo da Dona Sueli de nos levar e buscar na prais em uma Kombi, por R$40, dividindo em 5, ficou R$8 para cada um, super barato, o moto taxi iria cobrar R$ 15. A praia é linda e vale muito a pena passar o dia todo lá.

unnamed (7)

unnamed

A noite o Sergio levou todo mundo do hostel para uma apresentação gratuita de Carimbó, uma linda dança regional, assistimos e acabamos dançando também rs. Lá tinham pessoas vendendo comida, e dava para jantar por apenas R$ 3 um prato de arroz com frango, delícia!
No Dia seguinte pela manhã, aluguei uma bike com o Sérgio por R$ 15 reais e fui até a outra famosa praia, a Barra Velha, não deu para entrar no mar pois a maré estava muito alta, meu plano de curtir a rede na praias foi literalmente por água abaixo, mas deu pra aproveitar o visual local para tirar uma fotos legais com cara de cansada rs.

unnamed (3)

unnamed (2)

Hora de ir embora, com vontade de ficar, resolvi fazer outro tipo de trajeto para conhecer as diversas formas de ir e voltar da Ilha, dessa vez eu peguei um micro ônibus que passou no hostel para me buscar ( O Sergio mais uma vez me ajudou com tudo), esse micro-ônibus vai somente até o porto de Camara, em uma viagem de aproximadamente 2 horas (isso é porque ele para bastante para pegar as pessoas), de lá saiu meu navio para Belém as 15h, e foram mais 4 horas de viagem até Belém, é cansativo, e só economizei R$ 11 com isso tudo, o ônibus foi R$ 12 e o Navio R$ 25.
Ví que para curtir mesmo Soure, o ideal é ficar pelo menos 3 noites, não tive todo esse tempo, mas deixo a seguir tudo que você precisa saber se quiser passar uns dias na ilha.

O que levar:
Roupa fresca, chapéu ou boné, protetor solar e repelente (além dos seus itens pessoais, é claro, é que esses aí são obrigatórios para uma boa estada debaixo do sol).

Como Chegar:
Lancha Golfilho: R$ 48, compra no terminal hidroviário de Belém.
Para voltar se não quiser a lancha: Edgar transporte alternativo R$ 12 o onibus e R$ 25 o navio- (91)99378-7711 (whats app)

O que fazer:
Praia do pesqueiro, praia Barra Velha, Show de Carimbó, festa com música local no centrinho, passeio na fazenda São Jerônimo, comer na casa da Dona Sueli, atelie do Ronaldo
De bike você chega em todos os lugares, e custa R$ 15 a diária.
Show de Karimbó normalmente pede um donativo no valor de R$ 10
Passeio na fazendo São Jerônimo custa entre R$ 100 e R$ 150, vai depender do que quer fazer por lá, tem duas opções de passeios
No ateliê do Ronaldo você consegue comprar lindas peças artesanais a partir de R$ 10, se for de bike, é caminho para a praia Barra Velha

Quanto custa comer e beber:
Cerveja: R$ 5
Caipirinha: R$8
Almoço ou jantar: de R$10 a R$15
Água de Coco: R$3
Garrafinha de água: R$2

Onde Ficar:
Fiquei no Hostel Tucupi e amei, super indico. Paguei R$ 60 a diária, foi o local mais em conta que encontrei em Soure. Contacte o Sérgio pelo facebook, ele terá o maior prazer em receber vocês: https://www.facebook.com/TucupiHostel/

Encontrou algo diferente pra fazer em Soure? Compartilha com a gente!

    Explore

    50 reais barato Brasil dicas Foz Ilha do Marajó Jericoacora Lugares alternativos nacional Pará Porto de Galinhas Rio Soure Ubatuba viagem viagens viagens alternativas viagens de barco viagens econômicas viajar viajar barato

    Favoritos dos leitores